Notícias

CNI assina acordo com a ABDI para aumentar produtividade, inovação e internacionalização


A Confederação Nacional da Indústria (CNI) assinou nesta terça-feira (5) acordo com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) para impulsionar a agenda de inovação em pequenas, médias e grandes empresas. A parceria foi formalizadaa durante reunião conjunta da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) com a Frente Parlamentar Mista de Ciência, Tecnologia, Pesquisa e Inovação, na sede da CNI, em Brasília.

O Protocolo de Intenções com a ABDI é voltado para a execução de projetos nas áreas de inovação, digitalização de processos produtivos e internacionalização de empresas. Os projetos devem beneficiar 3 mil empresas.

O presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, destaca que a parceria será importante para estimular a inovação nas empresas. “A capacidade das empresas inovarem é determinante para aumentar o desenvolvimento econômico e social do Brasil. A inovação é condição inequívoca para a competição em mercados globais, a criação de empregos de qualidade e o fortalecimento da indústria”, afirma Robson Andrade.

O foco da parceria é disseminar soluções estratégicas e inovadoras, voltadas para o aumento da competitividade, produtividade e internacionalização de pequenas, médias e grandes indústrias. Serão três eixos de trabalho: Inovação Empresarial para a Competitividade; Plano Empresarial Estratégico de Digitalização de Empresas; e Programa de Adequação de Embalagens para Exportações.

Segundo o presidente da ABDI, Igor Calvet, a parceria levará transformação digital às empresas. “A ABDI tem se aproximado cada vez mais de instituições parceiras como a CNI, que é a confederação que melhor representa a forma de atuação da ABDI junto ao setor empresarial”, diz. “Estamos buscando inovação empresarial e ganho de produtividade. É isso o que vamos promover juntos ao longo dos próximos anos, com um programa grande para fomentar nas empresas a transformação digital”, completa Calvet.

ABDI e CNI verificaram que há convergência e sinergia em ações que tem por objeto a inovação empresarial; a digitalização de processos produtivos; e a internacionalização de empresas. As ações serão desenvolvidas pelas áreas internacional e de política industrial da CNI e pela MEI, que reúne líderes empresariais, associações industriais e federações estaduais da indústria com o objetivo de estimular a competitividade brasileira a partir do incentivo à inovação.
No acordo da MEI com a ABDI, o objetivo é dar celeridade ao processo de digitalização e transformação rumo à 4ª Revolução Industrial

INDÚSTRIA 4.0 – Também na reunião da MEI desta terça, a ABDI formalizou acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) voltado à realização de testes para validação de metodologia que fomente investimento em tecnologias da Indústria 4.0. Os setores ainda serão definidos. O objetivo é dar celeridade ao processo de digitalização e transformação rumo à 4ª Revolução Industrial.

No eixo de internacionalização de empresas, haverá apoio a indústrias brasileiras no desenvolvimento de embalagens eficientes para exportação. A iniciativa visa a garantir mais competitividade aos produtos brasileiros e maior acesso aos mercados externos. A execução dessas ações será realizada em parceria com as federações estaduais da indústria, por meio da Rede Brasileira de Centros Internacionais de Negócios, a Rede CIN, coordenada pela CNI.

A Embrapii também assinou parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para fortalecer projetos de inovação de pequenas empresas e startups, inclusive indústria-startups. Ao todo, serão R$ 100 milhões gerados para financiar ideias inovadoras de empreendedores que buscam aumentar a competitividade de suas empresas no mercado. Com o recurso, espera-se concretizar novos negócios em mais 120 projetos apoiados.

Fonte: Portal da Indústria