05AGO

Lucro líquido da Nestlé cresce 18,3% no semestre



A Nestlé anunciou seus resultados semestrais de 2020. O crescimento orgânico da empresa atingiu 2,8%, com crescimento real (RIG) de 2,6% e variação de preços de 0,2%. O crescimento foi apoiado por um impulso sustentado nas Américas, Purina PetCare e Nestlé Health Science, afirmou a companhia.

Os desinvestimentos e o câmbio reduziram as vendas em 12,3%. As vendas totais reportadas declinaram 9,5%, para 41,2 bilhões de francos suíços (6M-2019: 45,5 bilhões de francos suíços).

A margem de lucro operacional subjacente (UTOP) da empresa atingiu 17,4%, um aumento de 30 pontos-base. Já a margem de lucro comercial (TOP) subiu 140 pontos-base para 16,9%.

O lucro por ação aumentou 22,2% para 2.06 de francos suíços na base reportada. Enquanto que o lucro por ação subjacente aumentou 0,5% nas moedas constantes e caiu 5,9% na base reportada para 2,01 de francos suíços.

O lucro líquido cresceu 18,3%, para 5,9 bilhões de francos suíços. A margem de lucro líquido aumentou 340 pontos-base para 14,3%, beneficiando-se da receita pontual relacionada aos desinvestimentos e do melhor desempenho operacional.

As despesas financeiras líquidas diminuíram 11,3% para 447 milhões de francos suíços, refletindo amplamente a redução na média da dívida líquida.

O Grupo reportou que a alíquota tributária caiu 40 pontos-base para 27,1%. A alíquota tributária subjacente ficou estável em 21,4%.

A Nestlé informou ainda, que o fluxo de caixa livre diminuiu 19,1% para 3,3 bilhões de francos suíços, principalmente devido a um atraso no pagamento de dividendos de uma coligada e da receita menor reportada.

Vale lembrar, que a empresa concluiu a venda de uma participação de 60% no negócio de charcutaria Herta (frios e produtos à base de carne) para a Casa Tarradellas.

Fonte: Investimentos e Notícias | Postado em: 05/08/2020