20MAI

Cid Maraia de Almeida comenta a importância e a história de 80 anos do SIMABESP



1. Qual a importância de fazer parte da história de 80 anos do SIMABESP? Descreva brevemente sua história junto ao sindicato?

Comecei a participar do SIMABESP quando o sindicato ainda ficava no Palácio Mauá no Viaduto Dona Paulina. Na época, o presidente do sindicato era o Antonio Julio da Tostines. Recordo quando mudamos em 1979 para o recém-construído prédio da FIESP na Av. Paulista. Exerci a presidencia do SIMABESP pela primeira vez durante os anos de 1993 e 1996 quando criamos a ANIB – Associação Nacional da Indústria de Biscoitos. Em 2003 juntamente com o Reis que era presidente executivo compramos a sede própria do sindicato onde ele está instalado até hoje. Em 2002 retornei para a presidencia do Conselho do SIMABESP até 2011 quando passei essa missão para o Ricardo Selmi e continuo ate hoje como Conselheiro e 2º Delegado representante na FIESP.

2. Como enxerga a representatividade do sindicato para o setor de massas e biscoitos?

O SIMABESP sempre foi um fórum de reunião e discussões importantes para o setor de biscoitos e massas. O sindicato sempre liderou temas importantes para as indústrias, desde as negociações salariais até a participação junto ao Governo na época que os preços dos produtos eram tabelados e controlados por uma comissão. Vale destacar que o fato do sindicato estar ligado à FIESP nos possibilita participar de discussões importantes para a indústria paulista com informações econômicas e políticas.

3. Conte um momento marcante que presenciou durante estes anos de atuação junto ao sindicato?

Neste ponto gostaria de destacar não apenas 01 momento mas dois importantes momentos que estive a frente. O primeiro foi a criação da ANIB em 1996 durante meu primeiro mandato como presidente e a aquisição da sede própria em 2003. Nós sabíamos que os sindicatos poderiam um dia perder a contribuição sindical que na época era obrigatória e nos antecipamos a este movimento comprando o escritório e garantindo a continuidade do sindicato para quando esse dia chegasse. Hoje, além de ser a sede do sindicato, o escritório também abriga a ABIMAPI que é uma das maiores associações de alimentos do país.

4. Como avalia a evolução do SIMABESP no período em que acompanhou?

O sindicato sempre esteve à frente das discussões importantes para os associados e evitou muitos problemas para as indústrias graças a sua representatividade e respeito junto aos órgãos e demais entidades. Gostaria de destacar não apenas a defesa dos interesses na área trabalhista, mas destaco também importantes ganhos na área tributária na defesa de massas e biscoitos como produtos populares e de cesta básica evitando aumento de carga tributária no estado.

 

Fonte: ABIMAPI | Postado em: 20/05/2021