01FEV

Mondelez cria trainee em diversidade para a próxima geração de líderes



A Mondelez, dona de marcas como Oreo, Bis, Halls e Trident, abriu seu primeiro programa de trainees focado em diversidade para "formar a próxima geração de líderes da empresa". O objetivo da iniciativa é ir além da inclusão de negros e negras, mas também garantir a formação de pessoas LGBTQIA+, com deficiência e mulheres. O início do programa está previsto para março de 2022. Não há limite de idade para os candidatos.

No anúncio das vagas, a companhia também usou a linguagem neutra para explicar o seu processo formativo inédito. Segundo Daniela Sagaz, gerente de Diversidade, Equidade e Inclusão na Mondelez Brasil, o objetivo é levar a representatividade da sociedade para dentro das empresas e organizações da multinacional.

"Esse é o objetivo do nosso primeiro programa de trainee focado em diversidade, que formará a próxima geração de líderes da companhia. Afinal, acreditamos que, com time diverso, temos pluralidade de pensamentos e comportamento, o que traz um impacto significativo na nossa estratégia."
Daniela Sagaz, gerente de Diversidade, Equidade e Inclusão na Mondelez Brasil

O programa terá duração de 20 meses. Os candidatos atuarão em modelo de rodízio nas áreas de Comercial (Marketing e Vendas), Supply Chain (manufatura e gestão de projetos), Recursos Humanos, Finanças, Jurídico e Assuntos Corporativos. O processo seletivo será digital e não terá prova de inglês.

Para Patrícia Regina Dias dos Santos, executiva de RH do EmpregAfro, as ações de diversidade em empresas são essenciais, mas ao mesmo tempo preocupantes, pois devem ser feitas com responsabilidade. "Esses processos são importantes como um todo porque provocam essa transformação social e diminuição das desigualdades. Só que para de fato ser inclusiva, as empresas precisam respeitar todas as fases: recrutamento e seleção, treinamento e desenvolvimento de pessoas", disse.

Além disso, a executiva de RH explica que, assim como faz a Mondelez, para garantir um processo íntegro, um comitê de diversidade gerido pelas grandes lideranças da empresa deve existir. "É preciso que exista um compromisso com a diversidade e inclusão, ter um programa estruturado para cuidar do processo de forma que os candidatos que representem essa gama de fato usufruam dessa oportunidade", concluiu.
Do cenário indesejado à mudança

Em 2020, a Mondelez tinha cerca de 37% de pretos e pardos trabalhando em todo o Brasil, dos quais 23% estavam em cargos administrativos. Agora, a partir de critérios internos da empresa, a meta é ter, até 2024, 37% dos cargos de liderança e administrativos ocupados por pessoas negras.

A equidade de gênero também tem sido uma preocupação da empresa a nível internacional. Desde 2012, por exemplo, a Mondelez International atua em programas de aceleração e mentorias femininas. Nos últimos dois anos, a média de mulheres trabalhando na empresa foi de 40%. Na liderança, são 45% de participação feminina e a meta é alcançar 50% até 2024.

Além do programa de Trainee de 2022, a companhia também faz parte de uma das 46 empresas do MOVER-Movimento, pela Equidade Racial. Com o investimento anual de R$ 15 milhões, o projeto visa criar 10 mil cargos de liderança e capacitar três milhões de pessoas negras com o intuito de acelerar essa mudança. Para isso. serão definidos parâmetros de recrutamento e desenvolvimento profissional, empregabilidade, oferta de cursos, apoios e networkings com empreendedores negros, entre outras ações.

Em entrevista à plataforma do UOL por um mundo melhor, o presidente do Conselho Deliberativo do Mover e CEO da Mondelez Internacional no Brasil, Liel Miranda, falou sobre a iniciativa e as razões que mobilizam as empresas hoje em dia.

"Todas as empresas têm um impacto na sociedade muito grande. Nós precisamos representar o consumidor. Como podemos ser competentes e servir a esse consumidor se somos apenas parte dessa sociedade, da mesma origem, da mesma região, com o mesmo histórico familiar? Não vamos conseguir entender 56% do mercado que se declara negro. Então, a nossa capacidade de representar e servir a sociedade dentro da empresa depende dessa diversidade", disse.

Para se inscrever no programa de trainee da Mondelez é necessário ter concluído o curso de formação superior entre dezembro de 2018 e dezembro de 2021 e ter pelo menos um ano de experiência profissional. As inscrições vão até dia 04 de fevereiro e podem ser realizadas pelo site bettha.com/traineemondelez2022.

Fonte: UOL | Postado em: 01/02/2022