e@bimapi

 
Logotipo e@bimapi
 
   



 
Palavra do Presidente
 
Portal do Associado
 
DAMF - Relatório de Atividades MAI2017
Programa de Formação Aplicada - ANVISA
Acesse agora
 
Notícias
Intenção de consumo das
famílias paulistanas cai 2,7%
 

Maturidade digital no Brasil revela disparidade entre os setores

 
Associados
Selmi lança novas embalagens
de macarrão com ovos
 
Nestlé investirá em fábricas
na América Latina
 


Iniciativas SIMABESP: 9ª Reunião do Grupo de
Recursos Humanos e debate sobre guerra fiscal

 

Nesta edição do e@bimapi, direcionamos nossa Palavra do Presidente para as últimas iniciativas promovidas pelo Sindicato da Indústria de Massas Alimentícias e Biscoitos no Estado de São Paulo (SIMABESP), entidade na qual também exerço o cargo de presidente-executivo.

Realizamos no dia 07 de junho, a 9ª Reunião do Grupo de Recursos Humanos, em parceria com o Sindicato da Indústria de Produtos de Cacau, Chocolates, Balas e Derivados do Estado de São Paulo (SICAB), quando debatemos com especialistas e associados diversas questões que envolvem alguns dos temas mais comentados atualmente: Reforma Trabalhista, terceirização e Fator de Acidente Previdenciário (FAP), Riscos de Acidente do Trabalho (RAT) e do Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário (NTEP), além do cenário das negociações coletivas.

Na oportunidade, recebemos Fabio Abranches Pupo Barbosa, da Honda Advogados, com as explicações sobre a Reforma Trabalhista e seus impactos nas negociações salariais e Cristiane Gouveia, advogada da FIESP e coordenadora do projeto de gestão FAP-RAT-NTEP, que nos apresentou soluções voltadas ao setor produtivo industrial.

No dia seguinte, 08 de junho, nos reunimos novamente com nossos associados e alguns representantes do Sindicato da Indústria do Trigo no Estado de São Paulo (SINDUSTRIGO) a fim de encontrarmos em conjunto os recursos que minimizam os impactos da guerra fiscal.

Os incentivos concedidos no Paraná e Rio Grande do Sul permitem que a compra de farinha de trigo por parte das indústrias paulistas sejam realizadas com alíquota de 12% e crédito presumido de forma que a carga tributária final corresponda a 2%, porém com utilização de 12% de crédito. Este cenário diminuiu a competitividade dos moinhos paulistas, que vendem com ICMS de 7%, aproveitamento de credito de 7% e zero de tributo de ICMS. Para os fabricantes de massas e biscoitos de São Paulo é mais caro comprar o insumo local em comparação às demais regiões, mas algumas empresas que fazem parte do SIMABESP foram autuadas pela Secretaria da Fazenda (SEFAZ-SP), que passou a exigir o recolhimento da diferença da alíquota interestadual.

Nosso debate foi eficaz para a elaboração de uma saída que evite as autuações à nossas empresas e melhore a relação com a indústria moageira do Estado. Christian Saigh, presidente do SINDUSTRIGO, apresentou a proposta de um novo pleito que a entidade levará ao governador Geraldo Alckmin para elevar a alíquota de ICMS de 7% para 12% aplicáveis à farinha de trigo produzida em de São Paulo, possibilitando também o crédito de 12%. Assim, mais 11 moinhos locais poderão fornecer seus produtos com isonomia tributária e logística simplificada. A ideia é que este documento seja assinado em conjunto com o SIMABESP e o Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria de São Paulo (SINDIPAN).

Todos os materiais apresentados em ambos os eventos estão disponíveis com exclusividade no Portal do Associado SIMABESP.
 

 
   
         
   
Notícias sindicais - SIMABESP
   
   
SIMABESP propõe debate
sobre Guerra Fiscal
CNI e Caixa firmam acordo para ampliação de crédito para MPEs eSocial deve estar no topo
das prioridades do RH
   
         
   
Eventos
   
   







 
   
   
Facebook
   
   
Nossos associados já estão abastecendo os estoques! Qual gato não gostaria de
uma caminha gostosa assim?
Sabe aqueles dias que você quer preparar algo saboroso e rápido?