e@bimapi

 
 
Logotipo e@bimapi
 
 

Indústria alimentícia se destaca na geração de empregos do país

No próximo sábado, 25 de maio, celebramos o Dia da Indústria. Traremos nesta Palavra do Presidente informações que destacam a importância deste segmento para o desenvolvimento nacional e para o dia a dia de todas as pessoas.

A indústria está fortemente presente no nosso cotidiano. O tempo todo tem alguém criando e produzindo tudo o que é necessário para a rotina, desde os itens que fazem parte do café da manhã, ao transporte que nos conduz diariamente e às roupas que vestimos. Este, inclusive, foi o tema de uma campanha da Confederação Nacional das Indústrias (CNI) em 2017 e que se mostra cada vez mais forte nos tempos atuais.

Mas separamos aqui alguns indicadores que evidenciam a força e representatividade industrial do nosso setor. No último ano, as categorias ABIMAPI movimentaram R$ 26,6 bilhões, e 2,5 milhões de toneladas em volume de vendas. Também alcançamos mais de 120 países ao redor do mundo com um total de 71,7 mil toneladas de produtos e faturamento de US$ 136,6 milhões.

Representamos 99 empresas que geram mais de 100 mil empregos diretos. A indústria alimentícia é a que mais emprega no Brasil: são 1,6 milhão de trabalhos formais. Só em 2018, foram gerados 13 mil novos empregos, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA). Dados da Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp) apontaram que somente no 1º trimestre de 2019, as novas contratações somaram 1.733 mil novos postos de trabalho.

Aproveitamos este gancho para falar sobre o nosso apoio à Reforma de Previdência, que de maneira macro pode criar 8 milhões de empregos até 2023, de acordo com um estudo divulgado pelo Ministério da Economia, publicado pela revista Época Negócios, com repercussão na grande mídia. Segundo a nota técnica, a renda per capta do brasileiro subirá R$ 5.772, caso as novas regras para aposentadorias e pensões sejam aprovadas. Para chegar a esses valores, o levantamento comparou os efeitos da aprovação da reforma da Previdência sobre o crescimento da economia. Os cálculos mostram diferenças crescentes no Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país) nos cenários com e sem a aprovação das medidas.

A qualidade da reforma previdenciária dependerá não somente da atuação dos parlamentares, mas do esforço de todos nós em a defendermos durante toda a tramitação nas duas casas do Legislativo. A nova previdência protegerá o futuro de milhões de aposentados e beneficiários do sistema, uma vez que o modelo atual se tornou insustentável, promoverá justiça social, equilibrando as contribuições dos servidores públicos, trabalhadores da iniciativa privada e políticos, e reestabelecerá o reequilíbrio fiscal, bem como incentivará o retorno dos investimentos, do crescimento sustentável e a necessária modernização do país.

 
SIMABESP - Convenção Coletiva de Trabalho - Data-Base 01MAR (Guarulhos) - 2018-2019


 
SIMABESP - Convenção Coletiva de Trabalho - Data-Base 01MAR (Guarulhos) - 2018-2019


 
SIMABESP - Convenção Coletiva de Trabalho - Data-Base 01MAR (Guarulhos) - 2019-2020
 
Notícias
Fibras alimentam e regulam cerca de 100 trilhões de bactérias presentes na microbiota intestinal
 
Cinco motivos para comer macarrão sem culpa ?
 
Associados
Com novas embalagens de wafers, crackers e clássicos doces Panco completa renovação no portfolio de biscoitos
 
Grupo Bimbo reduz em mais de 100 mil toneladas de CO2 em suas operações globais

 
 
   
 

 
     
 
CNI divulga o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) Contribuintes podem adiantar a restituição do IR, mas devem analisar as vantagens e desvantagens da operação PE - Dispensa do TEF para o Simples Nacional
 
     
     
 
Eventos
 
 








 

 
 
Redes sociais e Novidades
 
 
     
Fiesp realiza o Congresso da Micro e Pequena Indústria O friozinho está chegando e separamos uma seleção de receitas com sopas deliciosas Você sabia que a microbiota intestinal é formada por trilhões de bactérias e outros microrganismos?