e@bimapi

 
 
Logotipo e@bimapi
 
 

Debate sobre economia e varejo abre a última reunião
do Conselho Gestor & Associados de 2018

Realizamos no dia 29 de novembro, na FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) a 6ª reunião do Conselho Gestor & Associados ABIMAPI, nosso último encontro de 2018. Na oportunidade, recebemos o economista e consultor de varejo Nelson Barrizzelli, coordenador de projetos da Fundação Instituto de Administração (FIA), que debateu conosco a atual conjuntura do país e o que se espera do Brasil na era Bolsonaro, presidente eleito que assumirá o mandato a partir de janeiro de 2019. Este cenário introdutório contextualizou a palestra Economia e Varejo.

O especialista citou o último estudo anual 360º Consumer View, realizado com painel de domicílios da Nielsen no país, que identificou que 15 milhões de lares brasileiros entraram novamente na crise em 2018, elevando o total de domicílios impactados para 27 milhões. Existe um novo consumidor no Brasil, cauteloso, que faz mais planejamento, pois não sabe como será seu futuro. A crise moldou um novo padrão mais aberto à troca de marcas, que busca rendas alternativas, recorre ao crédito no mercado para ganhar poder de consumo e amplia o número de canais de compra que visita, tudo para se adaptar a um orçamento restrito. A indústria de bens de consumo de alto giro tem um longo histórico de geração de crescimento confiável de marcas populares. No entanto, o modelo que alimentou seu sucesso enfrenta agora grande pressão diante da mudança do comportamento do consumidor. Para Barrizzelli, a sociedade está mudando e fatores como conveniência, tempo para comprar e pluralidade de canais também são determinantes para esta nova geração. A principal mudança que o setor varejista precisa se adaptar é tecnológica e, para isso, é necessária a criação de uma estratégia empresarial para a mudança no modelo de gestão, tanto por parte das indústrias, como do varejo. O economista finalizou com uma proposta de consultoria realizada pela FIA para os associados ABIMAPI, que avaliará os sistemas de informações das indústrias. Estamos abertos para discutir as necessidades do setor e os critérios de mensuração junto aos interessados.

Continuamos nosso encontro com a apresentação dos principais tópicos que marcaram a indústria de alimentos no último mês. Começamos pelas discussões que envolvem a revisão do modelo de rotulagem nutricional e nossa participação no Seminário Direito à Informação na Rotulagem de Alimentos, promovido pela Rede Rotulagem, iniciativa a qual fazemos parte junto com outras 21 entidades congêneres. O modelo do semáforo defendido por nós já é utilizado em países como Inglaterra, França e Dinamarca e é um sistema que tem fundamentação científica, que contribui de forma mais eficaz para fornecer informações claras ao consumidor. Acreditamos que esta definição será aprovada no primeiro semestre de 2019.

Também destacamos o acordo assinado com o Ministério da Saúde para a redução de açúcar nos alimentos industrializados. No caso dos biscoitos recheados, a indústria precisa alcançar o teor máximo de açúcares de 36,4 g/100g nos próximos dois anos. Em relação aos do tipo maria e maisena, a meta é 25,6 g/100g até o final do ano de 2020 e 22,8 g/100g até o fim de 2022. Isto significa uma redução de até 62,4% do componente em questão. Já os bolos industrializados simples devem alcançar o teor máximo de açúcares de 34,2 g/100g em dois anos. Os bolos recheados e/ou com cobertura precisarão apresentar 50,0 g/100g até o final do ano de 2020. Rosquinhas, wafers, biscoitos doces secos e misturas para bolos também fazem parte do acordo.

Outro ponto importante apresentado foi em relação aos impactos do tabelamento do frete para a economia. Mencionamos a carta aberta encaminhada à equipe de transição do governo, a qual participamos como signatários, que expôs um aumento de 100% nos custos de transportes, o que acarretaria inflação nas mercadorias. O tabelamento também geraria insegurança jurídica e não respeita a Constituição. Enfatizamos a preocupação em gerar empregos no país, aumentar as exportações e ganhar competitividade no mercado internacional.

Finalizamos nosso encontro com um almoço especial de confraternização com nossos associados, parceiros e amigos, que contribuíram diretamente para o sucesso das iniciativas ABIMAPI, bem como para o desenvolvimento do setor que representamos. A agenda de reuniões para 2019 já está disponível em nosso site.

Lembramos que a ABIMAPI entra em recesso a partir de 24 de dezembro e volta às atividades no próximo dia 07 de janeiro. Aproveitamos a oportunidade para desejar Boas Festas a todos e um ano novo repleto de conquistas!

 
Arquivamento do Inquérito Civil nº 06.2016.00000122-8
Termo de Compromisso - Redução do Teor de Açúcares
ABIMAPI - Apresentação 04DEZ - Comitê de Exportação
 
Notícias
ABIR debate sobre
a rotulagem nutricional
 
Conheça as novas tendências
de gestão de trade marketing
 
Associados
Bimbo comercializa versões
mini de pães
 
Nestlé cria centro de pesquisas
de embalagens
Casa Bauducco inaugura nova unidade em Brasília
 
   
 

 
     
 
Fiesp divulga pesquisa sobre o Movimento de Final de Ano e o Pagamento do 13º Salário Confira perguntas e respostas sobre as alíquotas de ICMS do Simples Nacional Optantes pelo Pert devem prestar contas este mês para manter o benefício
 
     
     
 
Eventos
 
 





 

 
 
Redes sociais
 
 
Nossa dica para o final de semana é uma entradinha prática e saborosa: conchiglione de salmão com requeijão Está na hora do café da manhã, mas você já está pensando no almoço? Confira nossa receita da semana SIMABESP promove a 6ª Reunião de RH com o tema "Contrato Intermitente, uma Novidade da Reforma Trabalhista"