Nossos Releases

Varejo paulista deve iniciar recuperação em 2017

Segundo estimativa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), após dois anos seguidos de queda, o faturamento do comércio varejista no Estado de São Paulo deve registrar crescimento de 1% em 2017, com uma receita total de vendas de R$ 583,4 bilhões. De acordo com a Entidade, a recuperação das vendas deve ser um processo longo e bem gradual, porém, para o Estado de São Paulo é esperada uma recuperação mais rápida do que para o Brasil. Entre as 16 regiões analisadas pela Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista no Estado de São Paulo (PCCV), da FecomercioSP, Araraquara (8%), Marília (6%) e Litoral (6%) apresentarão os melhores desempenhos em 2017. Já as regiões de Osasco (-14%), Bauru (-3%) e Guarulhos (-1%) serão as únicas que devem exibir retração nas vendas no próximo ano.

 


Varejo Deve Fechar 2016 Sem Crescimento

Ainda segundo a Entidade, o comércio varejista do Estado de São Paulo deverá registrar, no final de 2016, uma taxa nula de crescimento, com faturamento real acumulado de R$ 580 bilhões. Conforme a FecomercioSP, diferentemente de 2015, quando o varejo em todas as regiões apresentou quedas anuais nas vendas, em 2016 a estimativa é que 11 das 16 regiões registrarão crescimento no faturamento real acumulado no ano.

Natal Deve Ter Queda de 0,3% Este ano  

As vendas do comércio varejista no Estado de São Paulo devem registrar leve queda de 0,3% em dezembro em relação ao mesmo período de 2015, e o faturamento real deve atingir R$ 59,1 bilhões no mês. Das nove atividades que englobam a pesquisa, as quedas mais expressivas comparadas a dezembro de 2015 devem ser observadas em eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos (-19,3%) e lojas de móveis e decoração (-11,1%). Os segmentos que deverão registrar os melhores desempenhos no mês do Natal são farmácias e perfumarias (9,2%) e autopeças e acessórios (7,7%).