Nossos Releases

Nutricionista explica a importância do consumo do carboidrato para os atletas

Em tempos de Copa do Mundo, é comum os torcedores assistirem aos jogos tendo ao lado petiscos excessivamente salgados ou gordurosos, além das bebidas alcoólicas. Alimentação longe de ser saudável, diga-se de passagem. Mas, e quanto aos atletas, como se alimentam para garantir boa performance, alto desempenho e bem-estar?

De acordo com Marcela Tardioli consultora em nutrição da Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães e Bolos Industrializados (ABIMAPI) o gasto energético dos jogadores, que treinam em dois períodos, por exemplo, é muito elevado. “A recomendação de consumo médio de caloria por dia para um adulto normal é de 2000 a 2500, já um atleta que pesa 75 kg, gasta em torno de 1200 a 1400 kcal só durante a atividade física com o consumo médio de calorias diárias que varia de 3000 a 4000 kcal. Quantidade que varia de acordo com inúmeros fatores, como atividade física e necessidades nutricionais diz.

A nutricionista explica que a dieta de um atleta deve ser rica em carboidratos, além de conter proteínas e fibras em quantidades adequadas. “O carboidrato é o principal combustível para o cérebro e sistema nervoso central. É necessário consumi-lo seja no pré ou no pós-treino e também durante o dia”, explica Marcela. Quando combinados com as proteínas, fortificam e armazenam de glicose no músculo, o que disponibilizará mais energia durante a competição. “Pães, cereais, arroz, massas, tubérculos e raízes como batata, inhame, batata doce, frutas secas, mel, sucos de frutas, bolo simples, entre outros são ótimas opções”, completa.

Para você que é atleta profissional ou pratica atividade física e gostaria de inserir o carboidrato dentro da alimentação, combinado com os horários de treinos, a especialista separou algumas dicas.

Antes do treino:

No pré-treino pode-se consumir carboidratos para ter energia suficiente durante o exercício. Como as reservas desse nutriente não são tão grandes no corpo, dependendo da modalidade a quantidade necessária a ser ofertada pode ser maior. Isso acontece, por exemplo, em exercícios de maior intensidade. Aposte em sanduíches leves, macarrão integral, banana, salada de frutas, entre outros.

Durante o treino:

Durante o exercício, dependendo da prática esportiva, é necessário consumir carboidrato de rápida absorção, como pão branco, melancia, batata doce ou biscoito, que fornecem uma energia a mais para ajudar no término de toda atividade. Isso geralmente ocorre em esportes de longa duração.


Pós-treino:

Estudos vêm mostrando que a combinação de proteína e carboidrato é uma eficiente ferramenta para o pós-treino, devido ao carboidrato servir para ajudar na recuperação de energia e a proteína no ganho de tecido muscular.

Mas lembre-se que para garantir melhor desenvolvimento no esporte, é preciso procurar um profissional da saúde capacitado que possa determinar a quantidade ideal para cada tipo de exercício e corpo. Além dos nutrientes e de uma dieta balanceada, é fundamenta manter uma hidratação constante durante o dia.