Nossos Releases

20 de Julho é o Dia do Biscoito. Pesquisa aponta os tipos mais consumidos na região Centro-Oeste

No café da manhã, nos lanches intermediários e até mesmo como acompanhamento das refeições principais, os biscoitos estão presentes em 99,8% dos lares das famílias residentes na região Centro-Oeste. A popularidade deste alimento fez com que ele ganhasse uma data no calendário especialmente em sua homenagem: 20 de julho é o Dia do Biscoito.

Pelo segundo ano consecutivo, a ABIMAPI (Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados) encomendou para a Kantar WorldPanel uma pesquisa sobre as diferenças entre as preferências e os perfis dos consumidores de biscoito no país. De acordo com o levantamento, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal juntos são responsáveis por 8,7% do consumo total deste alimento no Brasil – cerca de 158 mil toneladas ao ano –, com destaque para os biscoitos secos e doces, como Maria, maisena e rosquinhas, que representam 45,2% do share. Em segundo lugar ficaram os salgados tradicionais (água e sal/cream cracker), com 32%.

“Acompanhamos o consumidor desde antes do início da crise econômica, com todas as mudanças nos hábitos de compras que foram necessárias. Percebemos que os biscoitos não saíram da cesta dos brasileiros, apenas aconteceram substituições de um tipo com maior valor agregado por outro mais simples. Para 2018, acreditamos na retomada do poder de compra e, consequentemente, diversificação dos produtos, aumentando o consumo dos cookies, recheados especiais, cobertos com chocolate, entre outros” diz Claudio Zanão, presidente-executivo da ABIMAPI.

Assim como no ano anterior, em 2017 o ranking nacional de compras do segmento apresentado pela consultoria apontou que Norte e Nordeste formam a macrorregião que apresentou maior índice de compra, responsáveis por 39,1% do consumo de biscoitos no país. Em seguida aparecem Leste e interior do Rio de Janeiro (13,9%), Sul (11,4%), Grande São Paulo (10,1%), Interior de São Paulo (9,6%), Centro-Oeste (8,7%) e, por fim, a Grande Rio de Janeiro (7,2%).

O estudo analisou uma mostra de 11.300 lares que representam um universo de 53 milhões de famílias espalhadas por sete macrorregiões brasileiras. Para acessar informações sobre as demais localidades e respectivos hábitos de consumo, clique aqui.

Clique nos mapas abaixo e confira o resultado da pesquisa por regiões

_____________________________________

Atendimento à imprensa:

TREE COMUNICAÇÃO

Kelly Viana – kelly.viana@tree.inf.br
(11) 3093-3614 / 97372-5065

Mariana Ortiz – mariana.ortiz@tree.inf.br
(11) 3093-3618 / 97602-0399